Plano de saúde de idosos é seis vezes mais caro do que o de quem tem até 18 anos

Posted by
 
Idosos encontram poucas opções no mercado que atendem suas necessidades, por isso é preciso ficar atento para não cair em armadilhas

 

por Mariana Parizotto

 
O Brasil está envelhecendo e isto não é novidade para ninguém. O grupo de centenários, por exemplo, triplicou na última década. Entretanto, o acesso à saúde ainda é restrito e não tem acompanhado esta nova configuração populacional. Tanto o sistema público quanto os planos de saúde carecem de políticas para as pessoas com mais de 60 anos. 
 
Para se ter uma ideia, o custo assistencial dos planos de saúde daqueles com mais de 59 anos é seis vezes maior do que os da primeira faixa etária (0 a 18 anos).
Segundo Marcelo Alves, CEO da Célebre Corretora de saúde, uma das principais empresas do segmento de planos de saúde e seguros no país, o público da terceira idade tem poucas opções de planos de saúde, já que a maioria das operadoras não efetua venda para pessoa física. “Os planos de pessoa física disponíveis para comercialização hoje para este público custam em média de R$ 295,00 a R$ 1.361,00, porém deve se levar em conta a acomodação e a rede credenciada para uma comparação entre os planos”, aconselha o especialista.
 
Como trata-se de um investimento considerável, vale analisar alguns aspectos antes de contratar o plano para evitar problemas futuros, principalmente nesta faixa etária em que o acesso à saúde é fundamental.
 
Veja algumas dicas do especialista:
 
– verifique se a rede credenciada atende as suas necessidades do mesmo . 
 
– atente-se às carências. Todos os planos de saúde hoje disponíveis para esse público não contemplam aproveitamento de carências e quando a opção é pela portabilidade, nem sempre o plano indicado pela ANS (Agência Nacional de Saúde) atende as expectativas do idoso. 
 
– analise os prazos de carências oferecidos pela operadora. 
 
– pesquise os últimos acontecimentos do mercado para avaliar a saúde financeira da operadora e seus índices de reclamação na ANS.
 
 
 
 

Deixe um comentário