Escola de São Paulo realiza chá com avós para promover a interação intergeracional

Posted by

 

“”Conscientizar nossos alunos sobre a importância dos saberes passados de geração para geração, discutir sobre o fato de que todos envelheceremos um dia, relacionar mudanças do modo de brincar de hoje ao da época em que os avós eram crianças, entre outras abordagens, fazem parte desta proposta pedagógica”, explica educadora da instituição

Redação Plena

Inciativas que valorizam e promovem a relação intergeracional merecem todo o nosso apoio. Uma escola de São Paulo, por exemplo, promove anualmente o Chá com os Avós. O projeto surgiu há cerca de 15 anos pela preocupação em valorizar a figura dos avós, que são tão presentes na Educação Infantil, visto que muitos pais trabalham e as crianças ficam sob os cuidados dos avós.

Na edição 2016, o Colégio Renovação realizará o encontro nos dias 16 e 17 de agosto, reunindo a turma do Maternal e Minimaternal, da Educação Infantil. A atividade tem duração média de uma hora e é dividida em turmas para que todos possam ter um clima bastante aconchegante e acolhedor.

Cada turma prepara junto a sua professora uma atividade de sua rotina para realizar com os avós. Neste ano, a escola aposta no tema clássico “Cachinhos Dourados e os 3 ursos. A ideia da instituição é proporcionar um tempo maior de interação entre avós e netos e, entre as atividades selecionadas, estão a preparação do mingau dos 3 ursos e a apresentação da história com interferência de elementos.

De acordo com Cristina Martin, coordenadora da Educação Infantil do Colégio Renovação, o evento promove um momento especial entre avós e netos sem a presença dos pais para que a atenção seja totalmente voltada e especial somente para eles. “”Conscientizar nossos alunos sobre a importância dos saberes passados de geração para geração, discutir sobre o fato de que todos envelheceremos um dia, relacionar mudanças do modo de brincar de hoje ao da época em que os avós eram crianças, entre outras abordagens, fazem parte desta proposta pedagógica””, comenta a educadora.

 

Deixe um comentário