Público +60 procura intercâmbio para aprender idioma e conhecer novas culturas

Posted by
Movimento tem despertado, e muito, a atenção de empresas de viagens de estudo, que antes tinham suas estratégias voltadas apenas para adolescentes e jovens adultos. Veja quais são os destinos mais procurados e quanto sai uma viagem dessa

 

Por Mariana Parizotto

 
 
 
Após aposentar-se em 2008 e ser diagnosticada com câncer de mama, Rosangela Inácio Silva, de 57 anos, decidiu buscar uma inspiração para ter força e ânimo. Partiu de São Paulo rumo à Dublin, na Irlanda, onde ficou por um ano. O intercâmbio trouxe tantas coisas boas para a aposentada que viajar virou seu novo estilo de vida, “hoje estou na Espanha. Durante este tempo todo aprendi não só um novo idioma, como também novas culturas, conheci pessoas diferentes, tive que lidar com meus medos e limitações, reaprendi a viver”, conta orgulhosa.
 
Em busca de aventura e experiências revigorantes, muitos idosos têm procurado o intercâmbio – movimento que tem despertado, e muito, a atenção de empresas de viagens de estudo, que antes tinham suas estratégias voltadas apenas para adolescentes e jovens adultos.
 
Cansados de viajar só para descansar, os brasileiros  estão despertando para o intercâmbio e atraindo a atenção de empresas de viagens de estudos antes voltadas apenas para adolescentes e jovens adultos. “Este público tem buscado cada vez mais este tipo de experiência cultural. Itália, Malta, Inglaterra, Estados Unidos, Espanha e Argentina são os destinos mais procurados por eles aqui na agência. Criamos então programas específicos para terceira idade, com curta duração (máximo 7 semanas dependendo do destino). Em média, curso com acomodação na Itália sai a partir de  mil e duzentos euros, para duas semanas”, aponta Priscila Pereira, coordenadora de produtos da CI – Intercâmbio e Viagem.
 
A Irlanda, a escolhida da aposentada Rosangela, também desponta como um destino bem interessante para os idosos. “Tem muito teatro, parques e eventos gratuitos. Além disso, você encontra pessoas de toda as idades em pubs . Por ser uma cidade bem plana na região central, fica fácil caminhar e ir para diversos lugares sem dificuldade”, explica Eduardo Giansante,  presidente do E-Dublin, o maior site de informações para pessoas que estão planejando um intercâmbio no país.
 
Segundo o especialista, um intercâmbio para a Irlanda fica em torno de 2 mil reais de passagem, de 6 a 8 mil reais de curso (seis meses),  1 mil e 200 reais de seguro, além de gastos com alimentação e transporte.
 
Sozinho ou em grupo, fazer um intercâmbio pode ser uma experiência e tanto. Talvez seja a melhor maneira de unir em uma única viagem a possibilidade de aprender um novo idioma, viver uma nova cultura, conhecer pessoas do mundo inteiro e se reinventar!
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *