Escalar montanhas, nadar de um país ao outro: veja o que estas mulheres com idades entre 66 e 97 anos andam fazendo!

Posted by

Estas mulheres com idades entre 66 a 97 anos de idade, são grandes exemplos de saúde e vitalidade. Desde escalar o Monte Kilimanjaro a correr maratonas; desde nadar de Cuba até a Flórida, elas enfrentam com garra, enormes desafios e nem se lembram que estão na chamada ‘terceira idade’ (algumas estão, na verdade, na quarta). Leia a história de Tao Porchon-Lynch (97 anos), de Kaye (93), de Phyllis (92) e Anne (85) e compreenda, de uma vez por todas, que uma vida ativa e saudável só depende do desejo de se manter … ativo e saudável. Confira e inspire-se!

Redação Plena – Adaptado do site 'Tudo por E-mail'

Tao Porchon-Lynch (a foto dela abre a matéria) é a terceira mais velha instrutora de ioga do mundo. Ela começou a praticar ioga aos 27 e aos 52 se tornou professora desta prática. Mas, apesar da sua paixão pela ioga, ela tem outras atividades que adora, dançar, por exemplo, é uma delas. Em junho de 2015 Tao apareceu no programa de TV  America’s Got Talent e surpreendeu os jurados ao dançar a animada música “Fireball”, do cantor Pitbull. Os jurados ficaram embasbacados ao descobrir que ela fez três cirurgias de reposição do quadril e, quando lhe perguntaram sobre isso, ela respondeu de forma simples: “Eu não deixo nada tirar o que há de melhor em mim”. Certamente, parece que esta vibrante instrutora de ioga vai continuar a inspirar pessoas de sua faixa etária e até mesmo mais jovens!

A americana Kaye é outra inspiração para aqueles que querem começar a praticar exercícios físicos, pois, aos 93 anos, ela completou sua milésima sessão de treino em uma academia na cidade de Portage. E, embora seu feito não seja tão grandioso se comparado às outras mulheres aqui listadas, ela ainda assim é um grande exemplo, pois reserva ao menos 10 minutos por semana para ir à academia. Seu conselho para as mulheres de todas as faixas etárias é direto: “Não há desculpa para não ser uma pessoa ativa. Se você tem uma atitude positiva, então não tem nada a perder”.

Kaye pratica alongamento, um exercício que especialistas reforçam ser vital para manter a saúde feminina conforme avança a idade, além de preservar a massa muscular e diminuir o risco de desenvolver osteoporose. No passado, ela teve dois tumores e fez uma cirurgia no cérebro, apesar disso, ela voltou à academia dois meses após a cirurgia após alta médica. 

Mas há outras mulheres que tem levado suas vidas de forma ativa e corajosa. São elas:  Phillis, 92 anos e também praticante de ioga;  Anne que aos 85 anos escalou o Monte Kilimanjaro; Diana que aos 64 nadou de Cuba até a Flórida, entre outras.

Para conhecê-las é só clicar aqui. 

 

 

Deixe um comentário