“A dança me tirou de uma crise de isolamento depressivo”, diz professora de teatro de 72 anos

Posted by
Se você tiver receio de ir a um baile, não tem problema. Coloque a música e dance em casa mesmo. Se solte! Deixe a música te conduzir. Movimente-se! Reinvente-se! Escolha uma nova trilha sonora para a sua vida
 
 
Texto de Almerinda Inacio, de 72 anos, professora de teatro
 
 
Passei por uma crise de isolamento depressivo – algo muito comum entre os idosos. Não saia de casa, não tinha ânimo para nada. Cansei-me de tudo. Só tinha meu filho e uma amiga que morava perto de casa. 
 
Tudo começou devido a um desgosto que tive: perdi marido e bens, tudo de uma vez só! 
 
Eu precisava me recriar, procurar novos caminhos, ocupar a cabeça. 
 
Foi então que uma pessoa me chamou para trabalhar num clube onde acontecia um baile muito divertido. Eu ficava no fogão, fazendo a sopa que era servida gratuitamente aos frequentadores. Quando eu terminava de servir a sopa, muitos me chamavam para dançar, mas eu sempre recusava. Um dia, uma pessoa me convenceu a dançar. Fui até o meio do salão e me permiti! Dancei, leve, livre e solta. E assim todos os domingos eu terminava de servir a sopa e caía na dança.
 
Em pouco tempo eu passei a ter ânimo, disposição e ALEGRIA! É como se eu tivesse dormido por um longo período e despertei para a vida novamente. 
 
Daí em diante não parei mais. Arrumei emprego. Mudei de casa e condição social. Fiz curso superior! Sou atriz há mais de dez anos. Tenho licenciatura em teatro.
Pois bem, se você tiver receio de ir a um baile, não tem problema. Coloque a música e dance em casa mesmo. Se solte! Deixe a música te conduzir. Movimente-se! Reinvente-se! Escolha uma nova trilha sonora para a sua vida.
 
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *