Eles venderam a casa para poder viajar o mundo

Posted by
Em três anos e meio, eles já percorreram 24 países e garantem que a idade não é um limitador; veja as lições e aprendizados do casal Don e Alison

 

Redação Plena

 
Sempre buscamos compartilhar no Plena histórias inspiradoras. Esta que vamos contar é no mínimo um poço de motivação e mostra que a idade não é um limitador. Um casal de idosos simplesmente decidiu vender sua casa para realizar o sonho de viajar o mundo.
 
Don decidiu se aposentar aos 68 anos pois estava desenvolvendo uma série de problemas médicos devido ao estresse no trabalho. Ele e sua mulher, Alison, queriam viajar pelo mundo, mas não tinham dinheiro para manter a casa e fazer a viagem.   Até que um dia se perguntaram: “Nós queremos ter uma casa ou nós queremos ter uma vida?” E foi assim que eles decidiram vender a casa para usar esse investimento vivendo uma vida pelo mundo.
 
Há 3 anos e meio eles começaram essa jornada pelo mundo e desde então já visitaram 24 países: Itália, Espanha, França, Índia, Indonésia, Austrália (x3), Tailândia, Camboja, Laos, Vietnam (x2), Myanmar (Burma), EUA, México, Suécia (x2), Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, Perú, Equador, Chipre, Samoa, Fiji e Nova Zelândia.
 
Hoje Don tem 72 anos e Alison 64. Para contar suas aventuras e perspectivas de cada experiência, eles criaram o blog Adventures in Wonderland. O casal acredita que existe um grande mito com relação à idade. Os conceitos de “aventura” e “amor à vida” não são apenas para os jovens, são para qualquer um. Eles nunca encararam a idade como um limitador e isso nunca influenciou na decisão deles. Eles ainda se sentem jovens e cheios de energia. Eles entendem que nessa idade algumas coisas levam mais tempo para curar, por isso são conscientes na hora de decidir quais atividades querem fazer. Mas mesmo assim eles conseguem se divertir muito, como: fazer trekking, nadar com elefantes, passeios de camelo no deserto, escalar vulcões e muito mais.
 
E vale ressaltar que eles não têm uma data para parar. Tudo vai depender do entusiasmo para viajar e de suas condições físicas. 
 
Os maiores aprendizados de viajar o mundo:
 
“Quanto mais viajamos mais prazer tiramos da vida. Há sempre mais para aprender. Nós aprendemos muito sobre nós mesmos e sobre os povos do mundo, através de nossas viagens.” dizem eles. Pra eles viajar o mundo abre muito a mente, mesmo nessa etapa da vida e a maioria dos aprendizados são internos.
 
Veja as lições que eles aprenderam durante estes anos de aventura:
 
A confiar mais: confiar que estamos sendo bem cuidados por um Mistério maior nos deixa livres para explorar mais plenamente.
 
A nos preocupar muito menos sobre o futuro: experimentar a confiança colabora para isso.
 
A nos preocuparmos muito menos sobre dinheiro: bem menos do que estávamos acostumados.
 
A respeitar mais as pessoas: a grande maioria das pessoas que conhecemos em nossas viagens têm sido gentil, generosas e de coração aberto.
 
A dizer sim às oportunidades que surgem em nosso caminho: pois provavelmente nunca mais voltaremos naquela direção.
 
A viver com uma gratidão consciente para a vida: valorizando que nos foi dado muito mais do que estamos habituados.
 
A nos queixar menos: quando alguma queixa aparece, rapidamente fazemos a escolha por uma perspectiva diferente.
 
A viver com menos: não precisamos de muita coisa, ainda mais quando viajamos pelas regiões tropicais.
 
Que podemos viver juntos 24/7 e ainda aproveitar a companhia um do outro: a comunicação honesta e aberta tem sido fundamental.
 
Que é sempre possível ensinar a cães velhos truques novos!
 
Fonte: Projeto Vira Volta
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *