Para inspirar: ‘carteiro do bem’ escreve mais de 1.700 cartas para idosos de asilo

Posted by
O asilo, que existe há 50 anos e abriga 39 idosos atualmente, fica em festa com a chegada do carteiro – nem tanto pelas correspondências, mas pelo carinho, atenção e afeto que os moradores recebem

 

Redação Plena

 
Vamos começar esta semana com uma história linda, inspiradora e da vida real! Um carteiro de Minas Gerais, Jorge Silva Araújo, faz muito mais do que entregar cartas. Ele decidiu por conta própria escrever para idosos abandonados pelas famílias em um asilo da cidade de Ituiutaba.
 
Em dois anos de ações solidárias, Jorge escreveu mais de 1.700 cartas aos residentes. Nos primeiros quatro dias de cada mês, um envelope é endereçado para cada interno da entidade. O carteiro se sente tão à vontade com os idosos, que costuma escrever contando sobre situações que vivencia no seu dia a dia.
 
Entre os assuntos, a fuga diante de um cachorro bravo, a esmola que dá para um pedinte na rua e relatos de um trabalho social que desenvolve com crianças doentes aos finais de semana.
 
O asilo, que existe há 50 anos e abriga 39 idosos atualmente, fica em festa com a chegada do carteiro – nem tanto pelas correspondências, mas pelo carinho, atenção e afeto que os moradores recebem.
 
 “Eu não tenho condições de abraçar o mundo, mas o que eu puder fazer para ajudar, eu faço. Hoje eu sinto que minha profissão foi humanizada. Quando eu chego para entregar cartas no asilo, não dizem mais que o carteiro chegou, mas sim, o Jorge”, declarou ele, orgulhoso, em uma das milhares de entrevistas que deu no ano passado, quando seu trabalho ficou conhecido.
 
Que a atitude do  Jorge, por quem temos grande admiração, possa inspirar muitas outras pessoas.
 
 
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *