Além do Facebook: comunidades para público +60 tentam promover experiências reais entre seus membros

Posted by
“Estamos deixando de ser um grupo virtual para ser um grande grupo de amizade pessoal”, diz a dona da página Projeto 60 Anos, que reunirá 400 participantes em passeio no próximo mês

 

por Mariana Parizotto

 
Acabar com a solidão por meio de novas amizades. Este parece ser o principal objetivo dos internautas com mais de 60 anos que participam de grupos da terceira idade no Facebook. Eles querem fazer viagens, marcar encontros e bailes, conhecer pessoas e, muitas vezes, reconstruir a vida amorosa. 
 
“Quem chegou aos 60 anos já perdeu muitos amigos e companheiros pelo caminho, então as redes sociais funcionam como uma ferramenta para criar novos laços. Porém, tudo tem gasto. É muito complicado organizar um evento para reunir o grupo e chegar a um valor que atenda a todos. O dinheiro ainda é um entrave para transformar essas amizades virtuais em relacionamentos presenciais”, explica Regina Célia Souza, dona da Comunidade dos Sessentões, que reúne quase seis mil membros.
 
Regina tenta há algum tempo buscar alternativas mais baratas para ter uma adesão grande de pessoas, mas por medo ou falta de recursos, muitos membros acabam desistindo. “É um trabalho duro. Sempre procuro opções que caibam no bolso, entretanto chegar a um custo zero é impossível . Acredito que ainda conseguiremos marcar um passeio, mas isto depende muito dos membros entenderem que trata-se de um investimento que vale a pena, afinal  conheceremos gente nova e passaremos horas conversando e nos divertindo. É preciso arriscar-se, perder o medo de fazer as coisas, reclamar menos e aproveitar as oportunidades”, comenta.
 
Claudia Carrato Grande, dona da página Projeto 60 Anos, esperou o grupo tomar corpo para criar oficialmente o primeiro evento para reunir os membros. No final de outubro, cerca de 400 pessoas participarão do passeio, que incluí hospedagem em hotel, dois almoços, um jantar com show e balada, caminhada pela Avenida Paulista, em São Paulo, e visita ao Masp e feira de arte e antiguidades. “Montei um pacote com um itinerário bem charmoso e agradável. Quando avisei do passei, mais de 1600 pessoas se interessaram pelo evento . Então, comecei a cotar preços, datas e pesquisar lugares. Minha expectativa é tão grande que já estou planejando o próximo para o mês de abril do ano que vem”, comemora Claudia.
 
A comunidade Projeto 60 Anos, que tem fotos, histórias motivadoras, dicas de filmes e notícias que mostram que envelhecer não é um bicho de sete cabeças, já tem mais de 85 mil membros. “São pessoas que estão chegando ou já estão na terceira idade. Buscam bem-estar, qualidade de vida e novas vivências, e isto inclui fazer amizades. Tenho certeza que estamos deixando de ser um grupo virtual para ser um grande grupo de amizade pessoal”, conta Claudia, que completa “a internet tem o poder de aproximar as pessoas e encurtar barreiras, basta saber aproveitar isso”.
 
 
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *