Um ‘viva’ aos 72 anos de Robert De Niro

Posted by
 
 
Para inspirar esta segunda-feira, que tal um filme com o nosso eterno Vito Corleone? Veja algumas sugestões

 

Redação Plena

Robert De Niro faz 72 anos hoje. Ele é sem dúvida um dos atores mais aclamados de sua geração. O premiado De Niro conquistou o público com inúmeros sucessos do cinema, como "O Poderoso Chefão 2", papel que o fez ganhar um Oscar de melhor ator coadjuvante. 
 
Para inspirar esta segunda-feira, que tal um filme com o nosso eterno Vito Corleone? Veja abaixo alguns dos melhores filmes deste ícone cultural:
 
Amor à primeira vista (1984)
Esse filme foi dirigido por Ulu Grosbard, que misturou drama, humor, Robert e mais uma vez, Meryl Streep, sendo praticamente impossível não gostar dele. Frank e Molly romanticamente se esbarram em meio ao caos das compras de Natal e depois de um tempo, se encontram por acaso e acabam lembrando um do outro. Não perdem tempo e passam a se encontrar para que se conheçam melhor, mas nem mesmo seus casamentos e filhos impedem que uma linda história de amor surja.
 
Os intocáveis (1987)
Dirigido pelo aclamado Brian de Palma, nesse filme Robert de Niro encara o desafio de interpretar Al Capone, um dos mais famosos gângsters do mundo. Se destacando pela direção de arte e figurino, o filme também contou com a presença de Sean Connery interpretando Jim Malone, um dos policiais que caçam Al Capone, que tenta dar continuação ao seu império do crime e, ao mesmo tempo, driblar a perseguição de um grupo de policiais em seu encalço. O longa vale a pena por, graças à excelente atuação de Robert, mostrar as várias facetas existentes em Al Capone, um prato cheio para quem quer conhecer um pouco da história do lendário gângster.
 
Era uma vez na América (1984)
Um dos filmes mais marcantes da carreira do ator, ele interpreta David Aaronson, também conhecido como Noodles, um gângster que depois de 30 anos retorna ao Broonklyn, seu bairro de origem, e se vê obrigado a conversar com seus fantasmas do passado. Dirigido por Sérgio Leone, esse filme é uma daquelas obras-primas completamente ignoradas pelo Oscar, recebendo apenas duas indicações no Globo de Ouro. É um dos poucos filmes que retrata o lado humano e sentimental de um criminoso.
 
Touro Indomável (1980)
Para interpretar o boxeador Jake LaMotta, Robert de Niro passou um ano treinando boxe feito louco e engordou 25 quilos para as cenas do lutador em seus dias de aposentadoria. O resultado? Uma transformação impressionante, aliados ao seu já aclamado talento para interpretação e a conquista de mais de vinte premiações, inclusive o Oscar e Globo de Ouro de melhor ator, além do Oscar de Edição. Essa foi mais uma parceria do ator com Martin Scorsese, resultando num forte filme de drama que conta a história do boxeador, contando com a boa atuação de todo o elenco, transpirando violência, tensão e agonia, que são ainda mais acentuadas pelo fato do filme ser todo em preto e branco. Recomendadíssimo.
 
O Poderoso Chefão 2 (1974)
Sem dúvida, esse é um dos maiores clássicos do cinema, contando com a atuação impecável de nosso ator homenageado e a direção de Francis Coppola.”O Poderoso Chefão 2″ retrata a continuação do primeiro filme, contando a origem de Vito Corleone, dessa vez sendo interpretado por Robert de Niro, sendo esse o filme que, definitivamente, consagrou seu trabalho na sétima arte, o mesmo filme onde atuou Al Pacino, outro grande nome do cinema.
 
Taxi Driver (1976)
Mais um clássico e mais uma vez, dirigido por Martin Scorsese. Esse filme está recheado de indicações e premiações, e ocupa nosso primeiro lugar por vários motivos: possui um realismo cru e gritante, em seu elenco brilha uma garotinha que mais tarde revelou ser uma grande estrela, Jodie Foster, além de que esse, de fato, foi o filme que trouxe Robert de Niro ao reconhecimento, ao passo que os outros trabalhos serviram para consagrá-lo e reconhecer o seu inquestionável talento. Uma cena bem marcante de “Taxi Driver” é uma em que Travis, seu personagem, se encara diante de um espelho e pergunta “You talkin’ to me?”, um dos melhores improvisos da história do cinema. O filme fala de um veterano da Guerra do Vietnã que vê miséria, corrupção, violência e violentados trabalhando como taxista em Nova York. Assistir a essa degradação diária afeta Travis de uma maneira tão forte que, já sequelado por causa da Guerra do Vietnã, não consegue mais lidar com isso de forma racional e surta, indo até às últimas consequências de sua desconexão com a realidade.
 
O franco atirador (1978)
Vale a pena assistir a esse filme só por ter Robert e Meryl Streep contracenando. “O franco atirador” foi dirigido por Michael Cimino e é um drama forte, potente, contando com excelentes atores, como Christopher Walken e a já citada Meryl Streep (cuja personagem se chama Linda, o que obviamente ela é). Robert, John Savage e Chistopher Walken vivem Michael, Steven e Nick, três amigos que trabalham numa fábrica na Pensilvânia e se alistam para lutarem na Guerra do Vietnã, onde são capturados e sofrem todo tipo de tortura psicológica e física. O filme se destacou por passar uma mensagem contrária à guerra e foi vencedor de cinco Oscars, entre eles, o de melhor filme.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *