Bom para o equilibro, articulações e controle muscular: Pilates reduz o risco de quedas na terceira idade

Posted by
Em entrevista ao Plena, diretor do Instituto Pilates explica em quais casos a atividade é indicada como exercício ideal para o idoso e se há restrições

 

 

Por Mariana Parizotto

 
Atividades simples e rotineiras, antes realizadas com certa facilidade, tornam-se bem mais complicadas quando envelhecemos. Após os 60 anos, 65% das quedas são por falência muscular e são responsáveis por 67% das mortes segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).
 
O envelhecimento é, naturalmente, responsável pela perda de algumas importantes capacidades funcionais, como o poder de equilíbrio, força muscular e resistência. Esse processo natural do ciclo de vida somado à falta de exercícios físicos é responsável pela ocorrência frequente de quedas na terceira idade. Mas como garantir, mesmo depois dos 60 anos, um corpo menos frágil? Academia? Caminhada? Algum tipo de esporte? É nesse contexto que o Pilates atua como forte aliado aos idosos. 
 
O Portal Plena conversou com o fisioterapeuta Helder Montenegro, especialista em coluna vertebral e presidente da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna – ABRColuna, além de diretor do Instituto Pilates. Ele defende a prática de Pilates como uma das atividades físicas que mais trazem benefícios às pessoas idosas.
Confira:
 
– O Pilates é indicado para idosos? Quais são os benefícios?
O Pilates tem sido difundido em todo o mundo. Como essa atividade física pode ser praticada por pessoas de ambos os sexos, crianças, adolescentes, adultos e idosos, o número de adeptos tem crescido progressivamente. A atuação do método neste último grupo, de idosos, é extremamente positiva. Benefícios como flexibilidade e mobilidade das articulações, alívio de dor, força e controle muscular, concentração, equilíbrio e coordenação podem ser conseguidos com esta prática.
 
O trabalho destas valências, além de reduzir a osteoporose e o risco de queda, contribui na melhora da memória, concentração, tornando o idoso mais independente e funcional. Portanto acaba por contribuir na autoestima destes, outra grande vantagem para praticantes da terceira idade.
 
– Existem restrições para a prática de Pilates na terceira idade? Quais são elas?
O Pilates possibilita que a aula seja personalizada e específica. O ideal é que a escolha dos exercícios seja feita de acordo com a necessidade e a capacidade do aluno. Por isso, é possível que idosos com diversos tipos de disfunções pratiquem o método. Contudo é importante que o idoso tenha uma boa cognição, que consiga compreender e executar comandos, sendo esta a única restrição. O risco maior acontece quando há uma conduta inadequada ou um mau domínio da técnica por parte do profissional. 
 
– Em quais casos o Pilates é indicado como exercício ideal para o idoso?
Embora bastante conhecido, há uma dúvida de quando indicar o Pilates para idosos. A resposta é simples: quando a intenção é de atingir os benefícios citados acima é a atividade mais indicada. Contudo, se o objetivo for aumentar a resistência cardiovascular, aumento de massa muscular e redução de peso corporal, indica-se a prática de caminhada e musculação.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *