A peste continua: Covid-19, números da Europa são aterradores

Embora o velho continente tenha sofrido bastante com a pandemia, bastou o vírus arrefecer para tudo voltar ao quase normal.

Pessoas enlouquecidas em shopping centers, festas.  As escolas voltaram, com algumas restrições. Praias, bares e restaurantes lotados.

Em menos de dois meses o pesadelo voltou e com mais força.

Na Holanda não há mais leitos hospitalares. Na Bélgica em menos de duas semanas também não haverá.

Na Itália, em 26 de outubro foram detectados 25 mil novos contaminados e o sistema de saúde pode colapsar. Na França, em quase todo território há toque de recolher e, em diversos lugares, lockdown. No Reino Unido, multa de 10 mil libras esterlinas (cerca de R$ 73 mil) para quem não seguir as regras. Na Alemanha, alerta vermelho.

Como no inicio da pandemia, a Europa deu sinais inequívocos da sua seriedade. Agora, novamente, é de lá que vem o sinal de que a peste continua e com a mesma intensidade maligna.

No Brasil, pouco foi feito no inicio deste ano, com a devida seriedade, quando havia tempo.

Pelo andar das coisas, agora será do mesmo jeito.

Proteger-se, ainda é o único e melhor remédio. O resto é bobagem.

Deixe um comentário