Amigas criam página para dar acolhimento emocional a cuidadores informais

Posted by
 
“Reunimos histórias e relatos de pessoas que, como nós, cuidam de seus idosos, sem formação para tal”, diz uma das idealizadoras do Cuidador Afetivo

Redação Plena

 

 “Não deixe a rotina tomar conta de você! É você quem tem que tomar conta dela! Faça deste dia um dia ‘especial’, nem que seja na forma nova de encarar melhor problemas e situações. Você vai ver que, enxergando as coisas pelo lado bom (e TUDO tem SEMPRE um lado bom!) o dia fica mais agradável e a vida, muuuuito melhor!”. Este é apenas um dos posts da página Cuidador Afetivo, idealizada pelas amigas Magali Catelan e Maria Libia Maceno. E afeto é o que não falta em cada palavra dos textos publicados. A ideia é oferecer um espaço de acolhimento e troca de experiências para cuidadores familiares. 
 
“Há alguns anos, compartilhamos a mesma experiência: ambas acolhemos em nossas casas as nossas mães, senhoras de mais de oitenta anos bem vividos, totalmente lúcidas, mas dependentes emocional e, em algumas circunstâncias, fisicamente de nós, suas filhas”, conta a Maria Libia. A empreendedora relata que depois de anos de muito aprendizado e reclamações  – o peso da função, da TV alta, a comida pelo tapete, a dependência para quase tudo, etc – ela e a amiga decidiram criar a página para ajudar outras pessoas na mesma situação, “são histórias e realtos de pessoas que, como nós, cuidam de seus idosos, sem formação para tal”.
 
Você tem uma experiência? Um caso? Uma passagem curiosa que fez seu dia melhorar? Compartilhe com o Cuidador Afetivo no Facebook e ajude outros cuidadores a encontrar novas formas de lidar com as limitações e dificuldades do dia a dia.
 
 
 
 

Deixe um comentário