Apenas 30% dos idosos com mais de 80 anos envelhecem bem em São Paulo

Posted by
Depressão é a grande vilã nessa faixa etária, enquanto atividade física e interação social são os fatores principais para uma vida saudável

 

Redação Plena

Só 30% dos idosos com mais de 80 anos que vivem em São Paulo têm um envelhecimento tido como "ótimo", ou seja, sem problemas funcionais ou cognitivos. Os dados são do estudo inédito da USP, feito partir de projeto que monitora há 14 anos o envelhecer na capital.
 
Manter contato social, ser ativo fisicamente, não ter depressão ou outra doença mental, possuir mais de quatro anos de escolaridade e renda suficiente são os fatores que aumentam as chances de envelhecer bem.
 
Foram avaliados 363 idosos de várias regiões do município, acompanhados no Sabe (Projeto Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento). A amostra representa a população octogenária da cidade.
 
Esse grupo é o que mais cresce entre os idosos da capital. Em 2000, as pessoas com 80 anos ou mais representavam 12% dos 972 mil idosos paulistanos. Em 2010, essa faixa pulou para 15,3%.
 
Depressão é a grande vilã
 
Dos idosos "ótimos", só 4,7% relataram ter depressão. Na outra ponta, dos que não estão envelhecendo bem, 73,5% relataram a doença.
 
O estudo aponta que, embora as mulheres vivam mais anos, os homens estão envelhecendo melhor: 42% deles tiveram o conceito "ótimo", contra 23,7% das mulheres.
 
Outros estudos já demonstraram que homens que chegam até a idade avançada tendem a ser mais ativos e independentes que mulheres da mesma faixa etária.
 
Hábitos
 
Outro tema bastante pesquisado são as atividades e hábitos de vida que podem colaborar para um envelhecimento saudável.
 
O papel da atividade física como fator de proteção física e mental já está bem documentado. Mas agora estudos em modelos animais têm demonstrado que a interação social também produz benefícios semelhantes. De acordo com especialista, a interação com o outro produz desafios constantes. Usamos recursos mentais e emocionais, o que estimula o aprendizado, a sair da zona de conforto.
 
Doenças controladas 
 
Envelhecer bem não significa não ter doenças. A grande maioria (84,4%) dos idosos "ótimos" têm uma ou mais doenças de base, como diabetes e hipertensão.
 
Manter essas doenças bem controladas é fundamental para viver mais anos sem comprometimento funcional. Isso significa poder vestir-se, comer, ir ao banheiro e tomar banho sozinho, por exemplo.
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *