Cauby Peixoto morre aos 85 anos em São Paulo

Posted by
 
O intérprete do clássico “Conceição” estava internado desde o dia 9; músico foi vítima de pneumonia
Redação Plena
 
Morreu na noite de domingo, por volta das 23h50, o cantor Cauby Peixoto, aos 85 anos, em São Paulo. Ele estava internado no hospital Sancta Maggiore, no Itaim Bibi. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do cantor. 
 
Segundo o hospital, a causa da morte foi pneumonia. O músico permaneceu no centro médico desde o dia 9. O velório de Cauby será realizado no salão nobre da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo a partir das 9h.
 
Na página oficial de Cauby no Facebook, foi colocado um comunicado sobre a morte do músico: "Com muita dor e pesar informamos aos amigos e fãs que nosso ídolo Cauby Peixoto acaba de falecer as 23:50 do dia 15 de maio. Foi em paz e nos deixa com eterna saudades. Pra sempre Cauby!".
 
O intérprete do clássico “Conceição” tinha 85 anos de idade e 65 de carreira e nunca se casou ou teve filhos.
 
Carreira
 
Cauby Peixoto iniciou sua carreira na década de 1950. Gravou seu primeiro disco em 1951, mas começou mesmo a chamar a atenção quando conheceu Edson Collaço Veras, o Di Veras, em 1954. O empresário, que faleceu em 2005, foi responsável pelo marketing da carreira do cantor e inventou noivados e histórias que fizessem com que ele não saísse das páginas dos jornais, além de bolar os trajes, o repertório e maneira de Cauby agir perante o público.
 
De acordo com o site oficial do cantor, foram 49 álbuns lançados e dezenas de sucessos, entre originais e reinterpretações, como “Conceição”, “Blue Gardênia”, "A pérola e o rubi”, “Tarde fria", "Lábios que eu beijei", “Solidão”, “A noiva”, “Molambo”, “É tão sublime o amor”, "Bastidores", de Chico Buarque, e "New York, New York”, famosa na voz de Frank Sinatra.
 
Ao completar 80 anos de vida e 60 de carreira, Cauby lançou seu último trabalho: um box comemorativo intitulado "Cauby, o Mito" com 3 CD's, sendo um com músicas dos Beatles ("Caubeatles") o segundo em conjunto com o violonista Ronaldo Rayol ("A Voz do Violão"” e o terceiro, “Cauby ao Vivo – 60 anos de música", com registros de show captado nos dias 9 e 10 de abril/2011 ao lado de convidados como Ângela Maria, Fafá de Belém, Agnaldo Rayol, Emílio Santiago, Agnaldo Timoteo e Vânia Bastos.
 
Siga os links indicados e ouça os grandes sucessos de Cauby Peixoto:
 
 
 
 
 

 

 
 

Deixe um comentário