Descoberta histórica que transforma células da pele em neurônios pode revolucionar tratamento de Alzheimer

Posted by
As pesquisas levaram anos para serem concluídas

 

Redação Plena / Fonte: Uol

 
Dois times de cientistas chegaram de formas diferentes ao mesmo resultado: eles conseguiram transformar células da pele em neurônios. Os estudos foram divulgados nesta quinta-feira (6) na publicação científica Cell Stem Cell e devem revolucionar o tratamento de doenças degenerativas do cérebro, como o Alzheimer, com a criação de neurônios com as células da pele do próprio paciente. As pesquisas levaram anos para serem concluídas.
 
O primeiro estudo foi liderado pelo bioquímico Gang Pei do Instituto de Ciências Biológicas de Xangai, na China. Ele descobriu uma forma de injetar moléculas químicas capazes de desligar o gene das células da pele humana e ativarem os genes de células neurais. Os cientistas testaram diversas hipóteses até chegarem nas sete moléculas que foram bem sucedidas. Elas foram batizadas de VCRFSGY, considerando as iniciais das substâncias utilizadas. A transformação aconteceu em semanas e levou à criação de neurônios maduros e funcionais.
 
O segundo estudo, também chinês, chegou ao mesmo resultado utilizando outro grupo de substâncias moleculares em células de ratos. A pesquisa foi liderada pelo cientista HongKui Deng, da Universidade de Pequim.
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *