Flávio Gikovate: um grande ‘entendedor’ da alma humana

Posted by

O psiquiatra e escritor , Flávio Gikovate, falecido na quinta-feira (13) aos 73 anos, em São Paulo, foi um grande ‘entendedor’ da alma humana. No Brasil, ele está, sem dúvida, entre os precursores quando se trata de analisar de forma ampla e profunda, as muitas questões relativas a afetividade e suas implicações amorosas, sexuais, éticas e morais. Gikovate escreveu inúmeros livros sobre estes e outros assuntos e deixa um legado que merece ser conhecido e preservado. Vale a pena conhecer, por exemplo, o que ele pensava sobre as “grandes transições humanas” que são as fases da vida: infância, adolescência, maturidade e claro, a velhice.

 

 

Segundo o artigo ‘Nossas grandes transições’ publicado em seu site**  “a velhice, quando saudável, pode ser uma fase excelente, mais leve e gratificante. Isso se a pessoa conseguir se adaptar à nova condição, coisa nada fácil, já que a capacidade de mudar costuma diminuir com os anos e muitos são os idosos que “cristalizaram” suas convicções e formas de ser. Todas as transições exigem competência para adaptação e a velhice deixa de ser bem aproveitada por aqueles que não entenderam que a diminuição da mobilidade física não precisa vir acompanhada de igual rigidez psíquica!”.

 

Por essas e tantas outras é que Flávio Gikovate deixará muitas saudades.

 

Para ler na íntegra, o artigo citado acima clique aqui http://flaviogikovate.com.br/nossas-grandes-transicoes/

 

 

Deixe um comentário