Música alivia realmente a dor de cabeça? Faça o teste

Posted by
 Em parceria com a cantora Ana Carolina, Dorflex® lança o projeto Music Experiment
Redação Plena
 
 
Para apresentar os benefícios da música como complemento para o alívio da dor de cabeça tensional, Dorflex®, marca da Sanofi, acaba de lançar Music Experiment, um projeto especial que traz uma playlist produzida com elementos sonoro-musicais que podem reduzir o estresse e estimular a produção de endorfina¹.
 
A playlist possui quatro músicas inéditas especialmente criadas pela cantora Ana Carolina e inspiradas em estudos científicos da Dra. Eliseth Leão, pesquisadora, mestre e doutora pela Universidade de São Paulo, com Pós-Doutorado pela Universidade Marc Bloch, na França. “A música tem sido indicada como auxiliar no tratamento da dor, sendo considerada uma técnica de relaxamento muito eficiente, que proporciona o deslocamento do foco de percepção do incômodo e também a quebra do ciclo dor-ansiedade-tensão”, diz a Dra. Eliseth Leão.
 
“Com esta iniciativa, queremos informar as pessoas sobre os benefícios e efeitos terapêuticos da música como recurso complementar para o auxílio do alívio da dor de cabeça tensional. Tudo isso, por meio de uma experiência agradável e que favorece o equilíbrio e o bem-estar1”, ressalta Raphael Nascimento, gerente de produto da marca Dorflex®, da Sanofi.
 
A dor de cabeça do tipo tensional é a mais comum na humanidade. Cerca de 80% da população sofre algum episódio esporádico de cefaleia do tipo tensional (CTTE). A dor parece uma pressão ou aperto, de intensidade fraca a moderada, localizada nos dois lados da cabeça. Algumas mudanças na rotina podem ajudar no controle da dor de cabeça tensional, como cuidar da postura, procurar relaxar e diminuir o estresse.
 
Além das músicas, que estão disponíveis para download, o hotsite do projeto (www.dorflexmusic.com.br) traz vídeos exclusivos gravados com a cantora. As canções também estão disponíveis no canal de Dorflex no aplicativo Spotify. Vale reforçar que a música não substitui o tratamento farmacológico e que o médico deve ser procurado sempre que necessário.
 

Deixe um comentário