Sandra Feltran, do SESC-SP, fala sobre as campanhas especiais para os idosos que já começaram…Confira.

Há mais de dez anos o SESC-SP realiza campanhas voltadas para os idosos, mas é importante ressaltar que o objetivo é conscientizar pessoas de todas as idades sobre as violências veladas que acometem os idosos. Na entrevista abaixo, a Assistente Técnica da Gerência de Estudos e Programas Sociais do Sesc São Paulo, Sandra Feltran, esclarece esta e outras informações que envolvem esta importante campanha.

Ana Vargas

Sandra, esta é a primeira campanha que o SESC realiza em defesa dos idosos?   

    Não. Há mais de dez anos o Sesc São Paulo se envolve com as duas campanhas – Prevenção de Quedas e Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Porém, elas foram se tornando mais     consistentes com o passar do tempo e, a partir de 2015, passaram a ser efemérides importantes no calendário anual do Programa Trabalho Social com Idosos, presente nas Unidades do Sesc São Paulo. São caracterizadas como ações em rede – as atividades que compõem as campanhas são elaboradas e desenvolvidas a partir de uma temática escolhida internamente e com o aval dos parceiros (Secretaria Estadual da Saúde, no caso da campanha de prevenção de quedas, entre outros) – e acontecem em todas as Unidades do Regional São Paulo. O Programa Trabalho Social com Idosos é regido por diretrizes e objetivos que visam a melhoria da qualidade de vida do público com mais de 60 anos em seus múltiplos aspectos – material, emocional, cultural e social – e o incentivo ao exercício pleno de sua cidadania.

 Se sim: qual a expectativa de vocês em relação ao público esperado?

    As atividades da Campanha de Prevenção de Quedas são voltadas para interessados com mais de 60 anos. Já as atividades da Campanha de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa foram especialmente pensadas para pessoas com menos de 60 anos, pois a intenção é envolver todas as gerações na temática e reforçar a importância da alteridade e do cuidado com o outro.
Esperamos atingir mais de 400 mil pessoas com as duas campanhas.

  Se já houve outras: a procura pelas atividades foi a esperada, acima ou abaixo da média?

    A procura pelas atividades geralmente atende à nossas expectativas.

” … as atividades da Campanha de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa foram especialmente pensadas para pessoas com menos de 60 anos, pois a intenção é envolver todas as gerações na temática e reforçar a importância da alteridade e do cuidado com o outro”. 

   Além dos dados da ONU, você saberia dizer se existe alguma pesquisa nacional sobre a violência que é cometida contra os idosos brasileiros?

    Sim.

    Se sim, poderia citá-la?

    O “Módulo Disque Idoso” do “Disque 100 Direitos Humanos”, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Segundo a pesquisa, as agressões físicas corresponderam, entre 2010 e 2012, a 34% das queixas dos idosos. A segunda forma de violência mais denunciada no período citado foi o abuso psicológico. E esse é o tema da campanha para 2017: Violências Veladas. São situações pelas quais as pessoas idosas passam e que, muitas vezes, não são percebidas como violência por elas, por seus praticantes ou pela sociedade. Como exemplos de violências veladas podemos citar: abuso financeiro, desprezo, infantilização, negligência, entre outros.

Sandra Feltran é assistente Técnica da Gerência de Estudos e Programas Sociais do Sesc São Paulo.

   Entre as variadas atividades preparadas para esta campanha, há alguma que você queira destacar?

    Palestra “Violências Ocultas”, com o psicanalista Contardo Calligaris
Dia 13/6, às 19h30, no Centro de Pesquisa e Formação
*quem não puder comparecer pode acompanhar a transmissão ao vivo pelo youtube

E na sua vez?
Uma van-estúdio vai percorrer as Unidades para ouvir histórias sobre violência veladas contra a pessoa idosa, com o objetivo de gerar reflexões, desabafos e trocas, de maneira sensível e cuidadosa.         Com Mira Filmes.
Dia 15/6, das 10h às 18h – Praça Oswaldo Cruz
Dia 20/6, das 11h às 19h – Metrô Pinheiros
Dia 21/6, das 10h às 18h  – Sesc Santana
Dia 22/6, das 13h às 21h – Sesc Campo Limpo

Teatro de Sombras – “Sonhei com as Sombras da Vida”, com a Cia. Quase Cinema
O universo onírico das sombras apresenta as passagens do tempo por meio da narração de um jovem que sonha com as etapas de sua vida e se depara com a velhice. O espetáculo propõe uma reflexão     sobre a condição do idoso em nossa sociedade.
Dia 15/6, às 16h – Sesc Santos
Dia 16/6, às 19h – Sesc Registro
Dia 18/6, às 15h – Sesc Taubaté

   Jogo “Histórias Ocultas”, com a Crialudis
Cada carta trará histórias inusitadas e os jogadores tentarão descobrir os fatos que estão ocultos para entender a trama.
Dia 15/6, às 15h – Sesc Bauru
Dia 16/6, às 16h – Sesc Araraquara
Dia 18/6, às 14h – Sesc São Carlos
Dia 19/6, às 15h – Sesc Ribeirão Preto
   

“O “Módulo Disque Idoso” do “Disque 100 Direitos Humanos”, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Segundo a pesquisa, as agressões físicas corresponderam, entre 2010 e 2012, a 34% das queixas dos idosos. A segunda forma de violência mais denunciada no período citado foi o abuso psicológico. E esse é o tema da campanha para 2017: Violências Veladas. São situações pelas quais as pessoas idosas passam e que, muitas vezes, não são percebidas como violência por elas, por seus praticantes ou pela sociedade. Como exemplos de violências veladas podemos citar: abuso financeiro, desprezo, infantilização, negligência, entre outros”.

    Todas as unidades da capital e do interior terão atividades voltadas para a campanha? Caso queira, fique à vontade para abordar assuntos que não foram citados.

Sim, com exceção do Sesc Bertioga que está em férias coletivas no mês de junho.

A Campanha de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa acontece de 15 a 22 de junho e a de Prevenção de Quedas, de 23 a 30 de junho, com o tema “Um Passo de Cada Vez – Não Caia em Armadilhas”.

A programação completa de ambas pode ser conferida no site www.sescsp.org.br

 

Deixe um comentário