Dieta vegetariana é prejudicial na terceira idade?

Posted by
“Alimentação vegetariana adequada, planejada e balanceada é tão nutritiva e rica nutricionalmente quanto qualquer outra dieta com produtos de origem animal. Apenas alguns cuidados devem ser tomados”, afirma especialista. Veja entrevista completa

 

Por Mariana Parizotto

 
 Diversos estudos comprovam que a dieta vegetariana, sem gordura animal, está associada ao menor risco de doenças crônicas, como síndrome metabólica, hipertensão, diabetes, doença isquêmica do coração e mortalidade por doenças renais.  Mas como manter uma dieta restritiva na terceira idade, sem que o organismo seja prejudicado pela falta de alguns nutrientes? Para responder estas e outras dúvidas sobre vegetarianismo, o Portal Plena conversou com a Cristina Ferreira, gerente industrial da Superbom, empresa alimentícia especializada em produtos saudáveis.
 
Veja:
 
Alguns especialistas não indicam o vegetarianismo na terceira idade, alegando que a restrição de alimentos pode ser prejudicial.  Qual a sua opinião?
 
Trabalho no ramo de alimentos há mais de 20 anos, sempre estudando de forma mais completa a alimentação vegetariana, pois trabalho diretamente com a pesquisa e desenvolvimento de pratos vegetarianos e na minha opinião não há nenhuma restrição às dietas vegetarianas na terceira idade.
 
Algo muito importante a ser falado é que a alimentação vegetariana adequada, planejada e  balanceada é tão nutritiva e rica nutricionalmente quanto qualquer outra dieta com produtos de origem animal. Apenas alguns cuidados devem ser tomados, especialmente, os vegetarianos puros ou veganos, pois nessas dietas mais restritivas, geralmente é necessário entrar com alguma suplementação de vitamina B12, cálcio e ferro.
 
Em dietas restritas,  o nível de absorção  dos minerais,  geralmente,  é menor quando comparado a uma alimentação completa com produtos de origem animal, como exemplo, podemos citar o  cálcio e ferro que têm menor absorção pelo organismo em dietas especiais e dependendo é necessário também um complemento com suplementação.
 
Quanto à vitamina B12, não  é encontrada em nenhum vegetal, apenas em produtos de origem animal, portanto, em dietas restritas deve ser suplementada, não só para as pessoas da terceira idade e sim qualquer pessoa  que adere à alimentação vegetariana estrita ou vegana. 
 
Porém, se a dieta for feita de forma equilibrada, com acompanhamento médico ou nutricionista, não tem nenhum problema para a saúde do idoso e geralmente as pessoas que optam por dietas vegetarianas são muito preocupadas com a saúde e bem estar, tomando maior cuidado não só com a alimentação, mas com a saúde mental e emocional e a prática de exercícios físicos diários, mesmo que os mais simples, como a  caminhada, momentos de meditação e práticas de atividades que dão prazer no dia a dia. Tudo isso alinhado com a boa alimentação, com certeza trará melhor qualidade de vida para as pessoas mais experientes e que muito ainda têm pra nos ensinar!
 
Quais os benefícios do vegetarianismo para os idosos?
 
Muitos são os benefícios, principalmente, a conscientização sobre a importância da alimentação para a saúde, os benefícios para o idoso são conquistados ao longo da vida, quando optam pela escolha de uma alimentação vegetariana, sempre vão procurar  por alimentos mais saudáveis, integrais, orgânicos, sem aditivos químicos, livre de contaminantes que podem  trazer muitos malefícios à saúde.
 
Dos quatro tipos de vegetarianismo, qual seria mais indicado para os idosos?
 
Não existe um tipo de vegetarianismo indicado, mas sim a partir da escolha da dieta vegetariana, o idoso deve procurar um profissional para orientar e planejar as dietas para que sejam  ricas nutricionalmente e que atendam o paladar e respeitem as filosofias da dieta escolhida, sem comprometer o teor nutricional necessário para o bom funcionamento do organismo quanto a absorção de vitaminas, minerais e disponibilidade de energia requerida para as atividades do dia a dia.
 
Lembrando sempre que devem estar mais atentos quanto ao consumo de alimentos com a vitamina B12, cálcio, ferro e vitamina D, que atuam diretamente na absorção do cálcio nos ossos, prevenindo a osteoporose, muito comum em idosos, principalmente, mulheres que tiveram uma alimentação deficiente desses minerais e vitaminas. 
 
A qualidade de vida na terceira idade é diretamente proporcional aos hábitos alimentares adotados ao longo da nossa vida bem com  a práticas saudáveis de exercícios físicos e equilíbrio emocional. O apoio da família no processo é uma ferramenta de grande importância para a sustentabilidade da dieta, fundamental para o equilíbrio do organismo e a conquista de maior resistência imunológica e melhor saúde.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *