Tudo o que você precisa saber sobre leites vegetais

Posted by
Utilizados como alternativas aos leites de origem animal, os leites vegetais são boas fontes de vitaminas, proteínas e fibras; aprenda a fazer cada um

 

Redação Plena

 
É cada vez mais comum a procura e o consumo de leites vegetais. Seja por intolerância à lactose, alergia ao leite de vaca, ou por seguir uma dieta vegana, muita gente tem optado por consumir esse alimento no dia a dia como substituto aos leites de origem animal. Segundo a Dra. Telma Ranalli, nutricionista que integra o corpo clínico do Alta Excelência Diagnóstica, a troca pode ser benéfica para a saúde, já que esses alimentos possuem alto valor nutricional.
 
“Os leites vegetais têm conquistado cada vez mais adeptos que buscam uma alimentação saudável, livre de lactose e ingredientes causadores de alergias alimentares. Eles são feitos com grãos integrais ricos em fibras, ferro, minerais e proteínas. Por serem magros, eles superam o leite de vaca integral que, apesar de altamente proteico e rico em cálcio, é muito gorduroso”, afirma a nutricionista.
 
Os leites vegetais mais comuns são o de soja, amêndoas, aveia, arroz e quinoa. O ideal é que se faça um rodízio entre eles, pois com o passar do tempo, o consumo diário pode trazer intolerância. Com a variação, pode-se obter os diferentes benefícios de cada um deles. A mistura dos leites também é uma boa alternativa, já que permite reunir as qualidades nutricionais de várias fontes.
 
Grãos em geral contêm zinco, fundamental para as defesas do organismo. As sementes se destacam por serem fontes de proteínas vegetais e pelo conteúdo de gorduras boas. Cereais, como o arroz, somam às fórmulas mais fibras insolúveis. A aveia fornece fibras solúveis, que atuam no controle do colesterol. “O ferro e as fibras são outras vantagens dos leites vegetais. Por outro lado, algumas versões são pobres em cálcio”, resalta a especialista.
 
Como fazer?
 
Muita gente opta por preparar o leite vegetal em casa ao invés de comprá-lo pronto. Há até algumas máquinas especiais para a produção desses leites, mas para quem não quer investir, é possível fazer usando apenas o liquidificador.
 
Basicamente, o preparo consiste em deixar os grãos ou sementes de molho na água de quatro a oito horas. Depois, deve-se eliminar essa água e batê-los com água filtrada no liquidificador. Por fim, basta coar com uma peneira ou um pano bem fino. O que sobrar dos grãos pode ser usado para o preparo de bolos, cookies, entre outras coisas.
 
“É importante lavar bem as sementes e grãos antes do preparo e não deixar o leite pronto na geladeira por muito tempo – o ideal é consumi-lo em no máximo três dias. Na hora de beber, o leite vegetal pode ser batido com frutas e adoçado com melaço ou açúcar mascavo”, afirma Dra. Telma.
 
Características nutricionais
 
•       Leite de soja: Possui fósforo, magnésio, ferro, cálcio, cobre, diversos aminoácidos essenciais, e doze vezes mais proteína do que o leite de vaca. Apresenta alto teor de cálcio e é excelente para pessoas com diabetes, pois libera os açúcares pouco a pouco, mantendo este componente no sangue a níveis ótimos. Esse leite é muito remendado para mulheres, pois as ajuda em episódios de tensão pré-menstrual, graças às suas isoflavonas. 
 
•       Leite de amêndoas: Contem magnésio e cálcio, importantes para a saúde dos ossos e para o processo de contração muscular. Além disso, também possui arginina, aminoácido que dilata os vasos e melhora a circulação sanguínea, o que ajuda no combate a celulite e garante mais oxigênio e nutrientes nos músculos, fortalecendo o desempenho físico no treino.
 
•     Leite de aveia: É rico em cálcio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B e fibras, que facilitam o fluxo intestinal. Entretanto, ele não deve ser consumido por quem tem intolerância ao glúten. Excelente alternativa para quem quer perder peso, pois seu alto teor de fibras (solúveis e insolúveis) fortalece o sistema digestivo e oferece uma sensação de saciedade. Seu alto teor de beta-glucanos ajuda a diminuir o colesterol e os ácidos biliares do intestino, absorvendo-os e evitando que elementos nocivos passem para o organismo. 
 
•    Leite de arroz: É um poderoso desintoxicante. Tem proteínas, vitamina B1 e niacina, responsáveis pela transformação das proteínas e carboidratos em energia. Possui alto teor de triptofano e vitaminas do complexo B, substâncias adequadas para obter energia e equilíbrio no sistema nervoso. É ideal também para quem quer controlar o peso, já que tem menos calorias do que o leite de soja e o de amêndoas.
 
•       Leite de quinoa: Comparada ao leite materno em valor nutritivo, a quinoa é riquíssima em proteínas e, segundo os antigos incas, o alimento mais rico do planeta em aminoácidos e vitaminas.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *