10 tipos de cânceres entre os 22 mais comuns podem estar relacionados à obesidade e ao sobrepeso

Posted by
Estudo realizado na Universidade da Califórnia e o Moores Cancer Center apontou que o risco de uma mulher obesa ter câncer de útero diminui de 71% a 81%, com a cirurgia bariátrica

 

Redação Plena

 
 
A obesidade e o sobrepeso podem acarretar diversos problemas de saúde como hipertensão, diabetes tipo 2, problemas ortopédicos severos, entre outros. No entanto, uma nova constatação evidenciou ainda mais a relação entre o sobrepeso e o desenvolvimento de doenças. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) divulgou recentemente a estimativa de 596.070 mil novos casos de câncer para 2016 e indicou a obesidade como principal fator de risco para 10 tipos entre os 22 mais comuns, como mama, próstata, cólon e reto, ovário, esôfago e endométrio.
 
O nutricionista Gabriel Cairo Nunes ressalta que este fator demonstra a importância das pessoas se manterem no peso ideal, de acordo com o Índice de Massa Corporal (IMC). “O peso ideal e hábitos saudáveis são essenciais para a prevenção de doenças. Nos casos de pacientes já obesos, há estudos que comprovam a eficácia da cirurgia bariátrica como solução para as comorbidades, além de proporcionar a perda de peso”, ressalta o nutricionista.
 
De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, um estudo realizado na Universidade da Califórnia e o Moores Cancer Center apontou que o risco de uma mulher ter câncer de útero diminui de 71% a 81%, com a cirurgia bariátrica. “A obesidade e o sobrepeso acarretam o sedentarismo e a baixa autoestima, que quando relacionados a alta ingestão de alimentos industrializados e de baixa relevância nutricional destes alimentos, deixam o corpo mais suscetível as doenças”, esclarece Gabriel.
 

Deixe um comentário