Assunto tabu: é preciso falar sobre o câncer de próstata, já que estatísticas mostram que a cada seis homens, um terá esta doença

Posted by
Segundo oncologista do Hospital do Coração, no Brasil, quase um terço dos pacientes tem sua doença diagnosticada em fase avançada
Redação Plena
 
O mês de novembro é dedicado para conscientização do câncer de próstata e sua incidência é muito maior que a do câncer de mama, porém, o assunto muitas vezes não é tratado com a devida atenção pelo homem. Esse tipo de câncer é o que mais ocorre em homens em todas as regiões do país, depois do câncer de pele.
 
O câncer de próstata está intimamente relacionado com a idade do paciente. Mais de 60% dos doentes são diagnosticados com a doença aos 65 anos ou mais. Com esses dados, é possível perceber que o aumento da expectativa de vida em todo o mundo está bastante relacionado com os aumentos nos números de ocorrência da doença. Além da idade, outros fatores tem relação com o surgimento do câncer de próstata.
 
Segundo o urologista do HCor, Antonio Corrêa Lopes, primeiramente devemos destacar os pacientes que apresentam maior risco de desenvolver o câncer de próstata, que são aqueles que apresentam antecedentes familiares da doença, homens negros e obesos. 
 
“Aliados a esses fatores, não podemos deixar de mencionar os hábitos alimentares pouco saudáveis. Uma alimentação rica em gordura animal, carnes e embutidos pode causar sérios problemas de saúde e predispor o desenvolvimento de câncer de próstata. Sendo assim, controlar a alimentação, preocupando-se sempre em inserir vegetais na dieta, pode ajudar na proteção contra este tipo de câncer”, explica Dr. Antonio.
 
O câncer de próstata é sempre tratado com muito preconceito pelos homens, principalmente em razão da realização do exame clínico (toque retal). Por isso, muitos preferem não procurar o urologista, fazendo com que o diagnóstico seja realizado tardiamente. 
 
O diagnóstico é realizado pela análise dos resultados do exame clínico (toque retal) e dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico) no sangue. Caso seja observada alguma alteração nestes parâmetros, geralmente uma biópsia deve ser realizada.
 
A recomendação da realização desses exames depende da avaliação do médico. Normalmente é recomendado que estes exames sejam feitos à partir dos 45/50 anos de idade. “Em pacientes que apresentam histórico familiar desse tipo de câncer, a recomendação é que os exames sejam feitos a partir dos 40 anos”, esclarece o urologista do HCor.
 
A importância do diagnóstico precoce:
 
Segundo o oncologista do HCor Onco, Dr. Gilberto Lopes, o câncer de próstata no Brasil tem sido diagnosticado cada vez mais cedo em sua evolução, o que aumenta a chance de cura. O diagnóstico precoce é mais comum em países desenvolvidos e, no Brasil, quase um terço dos pacientes tem sua doença diagnosticada em fase avançada, já com metástases ósseas.
 
“Considerada uma doença da terceira idade, devido ao fato de três quartos dos casos ocorrerem em homens acima dos 60 anos, o câncer de próstata pode demorar a se manifestar, o que exige atenção constante para que não seja descoberto em estágio avançado e potencialmente fatal”, afirma Dr. Gilberto Lopes.
 
A partir dos 50 anos a incidência aumenta com a idade e aproximadamente 75% dos casos no mundo são diagnosticados em homens acima do 65 anos. A procura pelo urologista para o exame de toque e de sangue são os únicos meios de evitar o diagnóstico tardio da doença, especialmente em pacientes sintomáticos e com históricos familiares. Ainda que o rastreamento de rotina com o uso de PSA seja controverso, a detecção precoce da doença é a melhor forma de se alcançar a cura.
 
“O público masculino precisa aprender a procurar o urologista rotineiramente, a exemplo do que fazem as mulheres com o ginecologista. Os homens deveriam ter o hábito de fazer consultas preventivas a partir dos 45 anos, já que a estatísticas mostram que um a cada seis homens, um terá câncer de próstata”, aconselha Dr. Antonio Corrêa Lopes.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *