Ator Umberto Magnani morre após sofrer um AVE. Saiba quais são os sintomas

Posted by

O acidente vascular cerebral (AVC), ou Acidente vascular encefálico (AVE), vulgarmente chamado de "derrame cerebral", pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais frequente em pessoas acima de 60 anos, quando aumentam as chances de fatores de risco como colesterol alto, hipertensão e diabetes

Redação Plena

 

O ator Umberto Magnani, de 75 anos, morreu nesta quarta-feira (27) no Rio de Janeiro. Ele estava internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, desde segunda-feira (25) após sofrer um acidente vascular encefálico (AVE) quando se preparava para gravação de cenas da novela ‘Velho Chico’, da Globo, na qual interpretava Padre Romão. No mesmo dia, ele comemorava o aniversário de 75 anos.

O acidente vascular cerebral (AVC), ou Acidente vascular encefálico (AVE), vulgarmente chamado de "derrame cerebral", pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais frequente em pessoas acima de 60 anos, quando aumentam as chances de fatores de risco como colesterol alto, hipertensão e diabetes.

Caracterizado pela interrupção da irrigação sanguínea das estruturas do encéfalo, ou seja, ocorre quando o sangue que sustenta o cérebro com oxigênio e glicose deixa de atingir a região, ocasionando a perda da funcionalidade dos neurônios, o AVE tem alguns sintomas bem característicos  que podem surgir de uma hora para outra, e dependendo da parte do cérebro que é afetada manifestam-se de forma diferente. A Dra. Ana Luiza Lima explica os principais sintomas:

•             Dor de cabeça intensa que surge de repente;

•             Diminuição da força de um dos lados do corpo, que é visível no braço ou na perna;

•             Perda da sensibilidade de uma parte do corpo, não identificando o frio ou calor, por exemplo;

•             Tontura, que leva à perda de equilíbrio;

•             Dificuldade em permanecer de pé ou ficar sentado, pois o corpo cai para um dos lados, não conseguindo andar ou ficar arrastando uma das pernas;

•             Alterações da visão, como perda parcial da visão ou visão embaçada;

•             Engasgamento, apresentando dificuldade em comer e em engolir;

•             Rosto assimétrico, com boca torta e sobrancelha caída;

•             Dificuldade para levantar o braço ou segurar objetos, pois o braço fica caído;

•             Fala embolada, lenta ou com um tom de voz muito baixo e muitas vezes imperceptível;

•             Incontinência urinária ou fecal;

•             Movimentos incomuns e descontrolados, como tremores;

•             Sonolência ou mesmo perda de consciência;

•             Perda de memória e confusão mental, não sendo capaz de realizar ordens simples, como abrir os olhos e, podendo ficar agressivo e não saber referir a data ou o seu nome, por exemplo;

•             Náuseas e vômitos.

Apesar disso, o AVE pode acontecer e não gerar nenhum sintoma visível, sendo descoberto em exames que são realizados por um outro motivo qualquer.

O AVE ocorre quando os sinais e sintomas permanecem por mais de 24 horas, caso contrário, trata-se de um AIT, que é um ataque isquêmico transitório e, que na maioria dos casos é menos grave e as sequelas são menores.

 

Deixe um comentário