Dermatologista dá dicas para manter a pele e os cabelos saudáveis depois dos 60 anos

Posted by
Cabelos brancos e grisalhos exigem alguns cuidados específicos. Veja

 

Redação Plena

 
 
O público +60 está cada vez mais vaidoso e preocupado com o bem estar.  Pensando nisso, a Sociedade Brasileira de Dermatologia compartilhou com o Portal Plena algumas dicas para manter cabelos e pele saudáveis na terceira idade.
 
Pele
 
Com a idade avançada, a pele torna-se mais fina devido a diminuição das fibras elásticas e do colágeno que dão suporte e firmeza às peles mais jovem. O melanócito, que produz melanina (pigmento da pele), também altera sua qualidade e pode causar manchas, principalmente em áreas com maior exposição solar. Dessa forma, os idosos devem reforçar o uso de protetor solar diário, evitar a exposição ao sol e usar hidratante diariamente para melhor a qualidade geral da pele.
 
A médica assessora do departamento de dermatologia geriátrica da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Renata Valente, conta que uma das principais queixas dos idosos, principalmente com mais de 80 anos, são as coceiras, denominadas prurido do envelhecimento.
 
"Estas coceiras pioram à noite e após banhos quentes e/ou demorados e em mudanças de temperatura ou em baixa umidade do ar. Nestes casos, é bom tomar banhos rápidos, com água morna, não usar buchas e evitar o excesso de sabonete. A coceira também pode estar associada ao uso de alguns medicamentos. Nestes casos, é preciso avaliar em parceria com o clínico ou geriatra para substituir alguns remédios", explica Dra Renata.
 
Os medicamentos, como alguns anticoagulantes, podem facilitar a fragilidade vascular deixando grandes manchas roxas – hematomas, nas áreas de mais trauma como mãos e antebraços, nestes casos pode-se utilizar proteção solar para que esses hematomas não manchem ainda mais com o sol e evitar traumas no local; bater o braço ou a perna.
 
"Muitos idosos sofrem de osteoporose, então é preciso ter um acompanhamento dermatológico para balancear o uso de proteção x exposição solar para a síntese de Vitamina D", diz Renata.
 
Cabelos
 
Com a idade, é comum observar o aumento da queda do cabelo, os fios vão perdendo a quantidade de massa capilar, ficando mais finos, menos volumosos, sem brilho e sujeitos à quebra.
 
Antes dos 50 anos temos uma média de três fios de cabelo em cada folículo piloso.  Ao se aproximar dos 50 anos e depois, a redução hormonal gera uma redução na quantidade de fios, passando para um fio por folículo piloso.
 
 Com a chegada da menopausa, devido às alterações hormonais, é comum que os fios fiquem mais ralos. As alterações hormonais decorrentes da menopausa vão afetar não somente a quantidade de fios, mas também a hidratação natural dos cabelos. A lubrificação natural do couro cabeludo e dos fios se torna menor com a idade e faz parte do processo de envelhecimento.
 
Os produtos químicos utilizados ao longo dos anos em alisamentos, tinturas ou permanentes também vão contribuir para ressecamento e afinamento dos fios.
 
Além disso, a queda na produção de melanina fará os fios brancos aparecerem, em maior ou menor intensidade, dependendo da herança genética e do tipo e características do cabelo de cada pessoa.
 
 Portanto, é importante escolher produtos específicos nesta fase da vida, visando manter os cabelos bem cuidados e saudáveis.
 
Para recuperar o brilho, uma das opções é aplicar finalizadores à base de silicone (garante a aderência do produto ao fio), sprays de brilho e óleos vegetais com silicone na composição. Recomenda-se usar depois do banho, com os cabelos úmidos.
 
Existem produtos de uso tópico que ajudam a fortalecer e dar mais resistência aos fios, deixando os cabelos mais volumosos.  Normalmente, esses produtos contêm polímeros de acrilato (agentes espessantes e emulsificantes, capazes de fornecer movimento aos fios), e devem ser aplicados após o uso do shampoo e condicionador. São muitos os cosméticos capilares enriquecidos com polímeros de acrilato disponíveis no mercado, como spray, gel, creme para pentear. 
 
 Há vários medicamentos e procedimentos, incluindo o uso de laser, dependendo da gravidade da situação, indicados para estimular o crescimento dos fios, diminuir o efeito de rarefação e controlar a queda. Mas, é fundamental a análise do dermatologista para o correto diagnóstico e indicação do tratamento mais adequado a cada caso.
 
 Para os cabelos grisalhos ou totalmente brancos, há shampoos apropriados que ajudam a manter o brilho e a cor, livre do amarelamento.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *