Especialista faz alerta: quando sintomas de má digestão aparecem mais de três vezes ao mês é hora de buscar auxílio médico

Posted by
O estresse, a alimentação inadequada, os exageros na comida ou na bebida e a pouca mastigação são os principais motivos para um indivíduo apresentar distúrbios digestivos

 

Redação Plena

 
Há quem diga que os homens vão menos ao médico do que as mulheres, mas os papeis se invertem quando o assunto é desconforto digestivo. Segundo pesquisa realizada pela marca Eparema, em parceria com a Associação Paulista de Fitoterapia, o sexo masculino procura mais ajuda de um especialista do que as mulheres para tratar a má digestão.
 
De todos os entrevistados homens, 39% afirmam que sofrem com esse tipo de problema todo mês, sendo que, entre as questões que envolvem a digestão, tais como azia, gases, barriga estufada, prisão de ventre e empachamento, consideram a má digestão como a mais presente.
 
"O estresse, a alimentação inadequada, os exageros na comida ou na bebida e a pouca mastigação são os principais motivos para um indivíduo apresentar distúrbios digestivos. Quando esses sintomas aparecem mais de três vezes ao mês é hora de buscar auxílio médico", explica a nutricionista e especialista em fitoterapia Vanderlí Marchiori, vice-presidente da Associação Paulista de Fitoterapia.
 
E de que forma é possível prevenir a má digestão?
 
"Não tem segredo. Uma alimentação adequada aliada a uma vida equilibrada é a chave para ter um bom funcionamento digestório. Entretanto, reforço que isso também pode ser um sintoma de uma doença e, por isso, é preciso ter um olhar atento quanto à recorrência", diz Vanderlí Marchiori. Ainda segundo a pesquisa, 90% dos homens acreditam que deveriam ter uma alimentação mais saudável. Em contrapartida, 45% afirmam que controlar o sal também é importante e 76% dizem que é necessário equilibrar a alimentação com todos os nutrientes necessários e respeitando as quantidades permitidas.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *