H1N1: idosos acamados ou com dificuldade de locomoção têm direito à vacinação domiciliar

Posted by

Esse atendimento especializado existe em algumas cidades do país, como Belo Horizonte (MG) e Santos (SP). Veja como funciona

Redação Plena

 

Quem faz parte do grupo de risco  da Campanha Nacional de Vacinação com a Gripe H1N1 e está impossibilitado de ir até um posto de saúde, pode pedir para ser vacinado em casa. Esse atendimento especializado existe em algumas cidades do país, como Belo Horizonte (MG) e Santos (SP)

Na capital mineira, a vacinação domiciliar começa dia 30 de abril e a expectativa é vacinar cerca de 20 mil pessoas, que estão doentes, em casa, de cama. Elas devem ligar para Prefeitura, fazer um cadastro e responder algumas perguntas para dizer por que elas não conseguem ir até ao posto de saúde. Depois disto, o agente de imunização vai até a pessoa, seja na casa dela, ou em um asilo, por exemplo.  Quem tem plano de saúde tem direito a esse serviço pelo SUS.

Já em Santos, os munícipes podem efetuar o agendamento pelo telefone 3223-6379, de segunda a sexta-feira, das 9 às 12h e das 13 às 16h. A aplicação da vacina inicia no dia 9 de maio e ocorre sempre no período da noite, de segunda a sexta-feira, das 18 às 21h. É imprescindível que um acompanhante esteja junto ao idoso no momento da imunização. Os pacientes acompanhados pelo Programa de Atendimento Domiciliar serão vacinados pela policlínica a qual estão referenciados. Portanto, não há necessidade de agendamento.

Secretarias de Saúde de outras cidades, como Rio de Janeiro, Salvador, Manaus e Fortaleza, também disseram que vão oferecer esse tipo de atendimento.

É válido lembrar que a vacina da gripe é de graça para quem tem mais de 60 anos.

Deixe um comentário