Os efeitos do excesso de sol: veja como ficou a pele deste ex caminhoneiro

Posted by
A exposição crônica a UVA envelheceu um dos lados do rosto em 25 anos a mais que o outro lado

 

Redação Plena

 
Este senhor tem 69 anos, mas metade do seu rosto parece bem mais velha.  Ele era caminhoneiro e, por 28 anos, seu rosto recebeu muito mais luz solar do lado esquerdo resultando em envelhecimento precoce daquele lado.
 
Sua condição é chamada de dermatoheliosis unilateral, do grego “dermis” e “helios”, pele e sol, respectivamente. Ela também é conhecida como fotoenvelhecimento e é o resultado da exposição crônica à ação dos raios UVA e UVB do Sol. Neste caso, ela só afetou o lado esquerdo da sua face por conta do trabalho que desempenhava. 
 
O caso foi descoberto e estudado por Jennifer R. S. Gordon e Joaquim C. Brieva, dermatologistas da Universidade de Northwestern, e publicado no New England Journal of Medicine:
 
“Um homem de 69 anos foi apresentado com um histórico de 25 anos de espessamento e enrugamento gradual e assintomático da pele no lado esquerdo do seu rosto. O exame físico mostrou hiperqueratose com múltiplos e amontoados comedões abertos e áreas de elastose nodular. A análise  histopatológica mostrou um acúmulo de material de elastolítica na derme e a formação de milia dentro dos folículos capilares. As descobertas foram consistentes com a síndrome de Favre-Racouchot de pele fotodanificada, conhecida como dermatoheliosis.
 
O paciente relata que dirigiu um caminhão por 28 anos. Raios Ultravioletas A (UVA) transmitidos através do vidro da janela penetravam a epiderme e as camadas superiores da derme. A exposição crônica a UVA pode resultar no espessamento da epiderme e estrato córneo, bem como na destruição das fibras elásticas. Esse efeito de fotoenvelhecimento do UVA é contrastado com a fotocarcinogênese.”
 
Como o UVB e o UVA podem causar mutações que levam ao câncer de pele, os doutores recomendaram ao paciente usar protetor solar e retinóides tópicos, bem como um monitoramento regular para um eventual surgimento de câncer de pele.
 
É sempre bom lembrar dos efeitos negativos que o excesso de exposição ao Sol causa. Além do risco de câncer de pela, o Sol pode acelerar o envelhecimento em uma ou duas décadas.
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *