Por que os idosos sofrem tanto de insônia?

Posted by
Especialista do sono explica como funciona o organismo das pessoas mais velhas e quais são os tratamentos mais eficazes contra a insônia 

 

Por Mariana Parizotto

 
 
Não há nada melhor do que uma boa noite de sono para recuperar as energias e manter a saúde em dia. Para muitos idosos, uma noite bem dormida é quase uma utopia. E isso tem uma explicação. A partir dos 55 anos, nosso ciclo sono/vigília sofre alteração e faz com que a gente durma mais cedo e acorde mais cedo. Às vezes, um indivíduo que acordava às seis da manhã começa a acordar às quatro e não consegue dormir mais. 
 
“Quando vamos ficando mais velhos, o nosso ritmo de sono e vigília torna-se mais fraco. Começamos a ter mais sono durante o dia e um sono muito leve ou superficial durante a noite. A falta de sono, que se manifesta de maneira frequente, interfere na qualidade de vida da pessoa idosa. Essa é realmente uma queixa muito comum, mas é possível reverter a situação e ajudar o organismo a reorganizar”, explica Dalva Poyares, neurologista e membro da Associação Brasileira do Sono.
 
A insônia pode também ser um dos sintomas da depressão – que tem uma grande incidência em pacientes com mais de 60 anos. Por outro lado, pacientes não depressivos que sofrem por muito tempo de insônia, podem vir a desenvolver a depressão.
 
Para um diagnóstico preciso e um tratamento adequado, a neurologista aconselha os idosos a procurarem um médico. “Existem diversas terapias cognitivas que ajudam muito na qualidade do sono, assim o paciente nem precisa tomar remédio. E caso seja necessário a ingestão de medicamentos, aí vai uma boa notícia: hoje já estão disponíveis remédios que podem ser utilizados em dosagem bem baixa e que ainda assim têm um bom efeito. Estes novos medicamentos não deixam a pessoa sedada e não desenvolvem dependência. Outro ponto importante é que os pacientes não ficam o equilíbrio alterado, evitando assim o risco de quedas. Por isso, ressalto que existe tratamento, mas é fundamental o acompanhamento de um especialista”, finaliza.
 
Veja algumas dicas que podem ajudar a melhorar a qualidade do sono:
 
O idosos deve evitar ingerir após as 18 horas, substâncias estimulantes como chá preto, mate e café;
 
A noite, evitar ingerir líquido, pois acordar para urinar pode gerar dificuldade para adormecer novamente;
 
Converse com seu médico sobre a possibilidade de mudar de horário da medicação que aumenta a vontade de urinar;
 
Mantenha a iluminação mínima no quarto;
 
Evite ficar muito tempo a noite assistindo televisão ou lendo;
 
Atividades prazerosas, exercícios leves e massagens ajudam a relaxar e melhoram a qualidade do sono;
 
Busque identificar quais as causas da insônia ou sonolência. Muitas vezes ela acontece por sentimentos de medo, angústia ou algum desentendimentos familiares.
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *