Risco de desidratação nos idosos é maior nesta época do ano

Posted by
Calor excessivo que deve fazer no carnaval exige cuidado redobrado com as pessoas da terceira idade

 

Redação Plena

 
No período de altas temperaturas – este carnaval deve ser quente!-, a sudorese é mais intensa em todas as pessoas, mas, os idosos apresentam uma tendência maior à desidratação por terem, naturalmente, menor quantidade de líquidos no corpo e por sentirem menos fome e sede. Outros fatores somados a isso podem desencadear esse grave estado patológico, por isso os familiares e cuidadores devem ficar atentos aos sinais.
 
O diretor do Villa Bela Vista Residencial & Saúde, residencial para terceira idade, Dr. Isidoro Cobra dos Santos, alerta que uma série de elementos pode contribuir para evolução desse quadro. “As principais causas são: a ingestão insuficiente de líquidos; hiperglicemia (incluindo diabetes); o uso de medicamentos de ação diurética, sedativa ou laxativa; infecções; esforços físicos sem a adequada reposição hídrica; roupas inadequadas, altas temperaturas (em ambiente fechado ou exposição excessiva ao sol); baixa autoestima; entre outras”, destaca.
 
Segundo o médico, nos casos mais graves a desidratação pode levar à morte ou deixar a pessoa em coma, se não for tratada logo e adequadamente. Cefaleias, prisão de ventre, perda parcial da memória, infecção urinária, pneumonia, taquicardia, pressão baixa, quedas, tonturas, câimbras, lesões e falências dos rins, são alguns sintomas dessa doença.
 
“A desidratação nesta faixa etária é perigosa e pode trazer complicações para os idosos. A baixa concentração de sódio e potássio no sangue produz contrações musculares involuntárias e desmaios. Além disso, poderá haver choque hipovolêmico, queda da pressão arterial e da oxigenação no cérebro”, explica o especialista.
 
Dr. Isidoro ressalta que até para os casos leves deve-se marcar consulta médica. “Enquanto o idoso aguarda o atendimento, recomenda-se a administração do chamado soro caseiro (1 litro de água filtrada ou fervida, 1 colher de sopa de açúcar e 1 colher de café de sal) tomando em pequenos goles ao longo do dia. Entretanto, se houver desidratação grave ou insegurança dos cuidadores sobre o caso, o idoso deverá ser conduzido o mais rápido possível a um pronto-socorro”, alerta.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *