Saúde cardiovascular: os nove mandamentos para ajudar a manter o coração saudável

Posted by
Com pequenas atitudes e mudanças de hábitos é possível prevenir doenças cardiovasculares 

 

Redação Plena

 
 
Responsável por nutrir o organismo, levando o sangue com oxigênio e nutrientes a cada célula, o coração é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo. Mas é preciso cuidado e atenção para manter o bom funcionamento deste fluxo.
 
Segundo a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 17 milhões de pessoas morrem anualmente devido às doenças do coração, tornando essa a causa número um de óbitos no Brasil e no mundo. A doença cardiovascular é um termo genérico que se aplica a uma série de enfermidades do sistema circulatório incluindo o coração e os vasos sanguíneos. As doenças coronarianas são decorrentes, em grande parte dos casos, do processo aterosclerótico (acúmulo de gordura nas paredes das artérias), que faz com que o fluxo de sangue seja diminuído. Entre as de maior incidência, está o infarto do miocárdio, provocado pela falta de sangue com oxigênio no músculo cardíaco, levando à necrose destas células.
 
Além do infarto, a doença vascular periférica e o AVC (acidente vascular cerebral) também merecem atenção, pois ocorrem quando há o acúmulo de gordura nos vasos sanguíneos, só que desta vez, nos vasos dos membros inferiores e no cérebro, respectivamente.
 
As doenças cardiovasculares são silenciosas e seus sintomas variáveis. Muitos deles só começam a aparecer quando a doença já está instalada, dificultando sua prevenção. As causas podem ser de origem genética, mas o principal motivo para o acúmulo de gordura é comportamental, tendo o colesterol alto como o principal vilão.
 
Para cuidar da saúde do coração, o Dr. José Rocha Faria Neto, professor titular da PUCPR e presidente do Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia, recomenda atenção reforçada no dia a dia. "Uma dieta rica em verduras, legumes, frutas e carnes magras é o primeiro passo. A alimentação não balanceada, hábitos de vida desequilibrados, sedentarismo, tabagismo e a presença de doenças como hipertensão, diabetes e obesidade aumentam consideravelmente o risco de o indivíduo ter um problema cardíaco no futuro", alerta.
 
O cardiologista lista pequenas atitudes e mudanças de hábitos que estão alinhadas com as recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia e contribuem para melhorar a saúde do coração:
 
1-    Meça a pressão
A pressão precisa ser medida, no mínimo, uma vez por ano. O ideal é que ela esteja abaixo de 120/80mmHg
 
2-    Pratique exercícios físicos
A falta de exercícios físicos foi identificada pela Organização Mundial de Saúde como o 4º principal fator de risco modificável para a mortalidade global. O nível de HDL-colesterol pode ser melhorado com exercícios regulares. Além disso, exercitar-se frequentemente resulta em perda de peso.
 
3-    Mantenha o peso ideal
Quando se está em dia com a balança, corre-se menos risco de problemas de diabetes, pressão alta e doenças cardiovasculares.
 
4-    Siga uma dieta equilibrada
Diminuir o consumo de sal e frituras e ao mesmo tempo consumir frutas e hortaliças são passos importantes para cuidar da saúde do coração. Aproveite sua próxima ida ao supermercado e encha o carrinho de legumes, vegetais, carnes magras e peixes.
 
5-    Reduza o consumo de álcool
O consumo do álcool está ligado a diversas doenças além das cardiovasculares, como hepatite, cirrose, gastrite e perda de sensibilidade no corpo.
 
6-    Fique atento à taxa açúcar no sangue
O ideal é que, em jejum, o nível de açúcar no sangue fique abaixo de 100mg/dl. Para ajudar no controle dos níveis de glicose no sangue uma dica é aumentar o consumo de alimentos nas suas versões integrais, como macarrão, arroz, pães e bolachas integrais. Isso porque, as fibras presentes nesses alimentos podem interferir na absorção do açúcar dos alimentos, proporcionando menores elevações nos níveis de açúcar no sangue.
 
7-    Não fume
Evitar o cigarro é uma forma de prevenir não apenas o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, mas também o câncer, o envelhecimento precoce e outros males. Atualmente, existem medicamentos, terapias e adesivos de nicotina que auxiliam aqueles que estão tentando parar de fumar.
 
8-    Siga sempre a orientação de um médico
Procure sempre a recomendação de um cardiologista, ele pode solicitar exames como o teste ergométrico, o ecocardiograma, o escore de cálcio e até o cateterismo cardíaco para ajudar no diagnóstico e na prevenção das doenças cardiovasculares.
 
9-    Evite o estresse – ame e seja amado
Sair com os amigos, ouvir músicas, passear no parque e tirar um final de semana para cuidar de si são atitudes que ajudam a desestressar. 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *