“’50 tons de cinza’ é muito fraco”, diz sadomasoquista francesa de 83 anos

Posted by
Catherine Robbe-Grillet é a dominatrix mais famosa da França. Entenda o que significa este termo e veja a opinião dela sobre o filme que tem instigado mulheres de todas as idades

 

Redação Plena

 
O filme 50 tons de cinza tem levado milhares de pessoas ao cinema, principalmente mulheres – de todas as idades – em busca dos segredos do mundo sadomasoquista. Sadomasoquismo representa o casal, composto por um sádico, que gosta de provocar sofrimento; e um masoquista, que desfruta do prazer de sentir a dor. Um masoquista não vive sem um sádico e vice-versa.
 
O filme, baseado no livro de mesmo título, fez um sucesso absurdo. Porém, a mais famosa dominatrix da França viu pouca graça na obra. Aos 83 anos, Catherine Robbe-Grillet deu uma entrevista alegando que "esse é um conto de fadas mal escrito e muito mole”.
 
Para quem não sabe, dominatrix é uma palavra que vem do latim e significa "mulher dominadora" ou "mestra", tal tipo de mulher executa o papel de dominar em praticas de BDSM, que é uma sigla que representa várias práticas e expressões eróticas: Bondage e Disciplina (B/D), Dominação e submissão (D/s) e Sadismo e Masoquismo (S/M). 
 
Segundo Catherine, não há nada de anormal em seu estilo de vida, em que ela "dedica-se ao prazer" com sua companheira submissa Beverly Charpentier, de 51 anos. O casal está junto há sete anos, desde a morte do marido de Mistress Catherine.
 
Elas se conheceram há 20 anos. Madame Charpentier se apaixonou por Madame Robbe-Grillet 'instantaneamente', em meados da década de 1990, quando elas se encontraram num evento na embaixada no México. Depois de anos de amizade elas se tornaram amantes. No dia 5 de maio de 2005, Madame Charpentier escreveu um "juramento de lealdade" à Catherine, onde declarou: "Madame, você não me pediu nada; é, portanto, de minha própria vontade que eu ofereço-lhe fidelidade, obediência e lealdade. Juro atendê-la fielmente em todas as coisas grandes e pequenas, a obedecer suas ordens, realizar seus desejos, sejam eles quais forem."
 
Catherine é descrita como uma velhinha encantadora – qualquer um amaria tê-la como avó -, mas ela é conhecida por ter perfurado e cortado pessoas, as coroado com espinhos e acorrentado-as nas paredes. Em uma entrevista, ela relatou “idade não deve ser obstáculo para qualquer coisa na vida, muito menos sexo. Eu sou tão feliz e realizada aos 80 anos como eu estive em qualquer momento da minha vida”.
 
Veja o trailer do filme 50 tons de cinza, que foi criticado por Catherine:

 
 
Fonte: Brasil Post

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *