Alzheimer e Natal: se você é cuidador, veja dicas para um natal feliz de verdade

Posted by

O Natal pode ser um momento muito difícil para cuidadores e familiares de portadores de Alzheimer que, muitas vezes, sentem-se tristes nessa data. Vejas as dicas que separamos para que você tenha um natal feliz de verdade.

 Silvia Masc, dona da página LongeVIDAde & LongevIDADE
O Natal pode ser um momento muito difícil para cuidadores de pessoas com Alzheimer, pois, em vez de ficarem felizes, muitas vezes, eles se sentem tristes nessa data. Para que isso possa ser evitado, devemos começar fazendo uma escolha entre a felicidade ou a tristeza. Dependendo do estágio da doença de Alzheimer ou outras demências, o seu ente querido, não se lembrará que é Natal, logo, o primeiro passo para não ficar triste, é não criar expectativas sobre o comportamento dele ou dela.
Se você o presentear, por exemplo, não espere o mesmo comportamento de antes, eles podem não demonstrar o menor interesse no que ganharam, entenda que essa reação não é deles e sim da doença. Tente encontrar uma forma que faça o seu coração parar de doer.



 Assim, pense em alguma coisa que possa mudar a situação da tristeza à alegria, veja as dicas que separamos:
– Na véspera de Natal:  quem sabe levá-la (o) para ver a decoração de Natal da sua cidade, mesmo que de dentro do carro, será uma oportunidade para que você veja também, e se for possível, saiam do carro. Você poderá surpreender-se ao descobrir que as pessoas que vivem com a doença de Alzheimer são perfeitamente capazes de socializar e elas gostam de fazê-lo.
– Presentes: Uma roupa confortável, um par de meias, um sabonete cheiroso, um lenço. Uma caixa com fotos da família ou um álbum de fotos Os bichos de pelúcia, principalmente aqueles que falam, costumam agradar. Use a imaginação e observe o que agrada o seu ente querido.
– O que comer? Faça a comida e a sobremesa que o seu ente querido mais gosta, simples assim. Não se esqueça, o seu ente querido poderá não ir até você, mas acreditem, ele (a) te ama da mesma maneira que antes, e você é a pessoa na qual eles mais confia.
É como diz a minha mãe: ” Eu te amo, mas eu me esqueço de dizer”.

– Na véspera de Natal, quem sabe levá-la (o) para ver a decoração de Natal da sua cidade, mesmo que de dentro do carro, será uma oportunidade para que você veja também, e se for possível, saiam do carro. Você poderá surpreender-se ao descobrir que as pessoas que vivem com a doença de Alzheimer são perfeitamente capazes de socializar e elas gostam de fazê-lo.

Beijo carinhoso para todos os cuidadores.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *