Pesquisa revela que apenas 14% dos brasileiros com mais de 70 anos continuam trabalhando

Posted by
Um dos maiores desafios do “Brasil que envelhece” é motivar o cidadão a continuar economicamente ativo na terceira idade, diz o coordenador do estudo
Por Mariana Parizotto
 
O Brasil envelhece, a natalidade diminui e a expectativa de vida dos brasileiros aumenta. De um lado cresce a demanda da Previdência; de outro, diminui a população trabalhadora. O fato é que os novos idosos se distanciam cada vez mais do modelo tradicional. Tornam-se empreendedores, aceitam desafios, entram para a universidade, mudam de profissão e aproveitam cada vez mais a vida.  Mesmo assim, representam um ônus do ponto de vista do déficit previdenciário para o qual a sociedade precisa se preparar.
 
A pesquisa Longevidade: a perspectiva da longevidade e o impacto na sociedade, conduzida pela Zhuo Consultoria e Giacometti Comunicação, aponta que 14% dos brasileiros acima de 70 anos permanecem trabalhando contra 86% que não. Em São Paulo está o maior índice de trabalhadores com mais de 70 anos, 20%; os menores índices estão no Recife e em Porto Alegre, com 7% cada. A análise qualitativa mostra que 100% desses trabalhadores estão felizes com a atividade; 60% afirmam gostar do que fazem; 53% acreditam que são bem remunerados; e 13% apontam que o fato de conhecerem pessoas diferentes contribui para o nível de satisfação.
 
Segundo o coordenador e idealizador da pesquisa Dennis Giacometti, o estudo é claro ao apontar a necessidade de se reinventar aos 60 anos. “Esse é um grande desafio não apenas do indivíduo como da sociedade. No Brasil, a taxa de 27% de analfabetos funcionais, com ênfase entre os idosos, faz com que o retorno ao ambiente corporativo fique comprometido, diferente do que ocorre em países orientais que já registram esse movimento”, analisa Giacometti.
 
No Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE) sinaliza que em 2013 o grupo de idosos de 60 anos ou mais será maior que o de crianças de até 14 anos. Hoje, a principal fonte de rendimento dos maiores de 60 anos é a aposentadoria ou pensão – que equivale a 66,2%, chegando a 74,7% dessa população no grupo de maiores de 65 anos. “É imperativo uma política de incentivo e apoio para o desenvolvimento de uma terceira idade ativa não somente do ponto de vista econômico como social. Temos que trabalhar para formar uma nova geração de brasileiros que associa o trabalho à longevidade e à maior contribuição com a sociedade”, afirma o empresário que, aos 63 anos, pretende continuar na ativa por muitos anos.
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *