Quebra de paradigmas: velhice também pode ser radical, mostra documentário sobre a nova terceira idade

Posted by
Praticar esportes, fazer tatuagem, estudar e surfar após os 60 anos já é realidade para idosos. Veja o trailer de Envelhescência

 

Por Jaqueline Santos

 
Como você se imagina ou se imaginou na velhice? Os seus sonhos serão ou foram esquecidos? Você  fica ou ficará sentado no banco da praça vendo o tempo passar ou irá em busca de novas aventuras?  
 
Foi com questionamentos sobre a terceira idade que surgiu o documentário Envelhescência, filme que visa quebrar os paradigmas da velhice e mostrar que existe vida divertida e saudável após os 60. 
 
Afinal o que é ser velho? 
 
Mesmo  na casas dos 30, Gabriel Martinez, idealizador e diretor do documentário, se achava velho para algumas coisas, e isto fez com que ele se interessasse pelo tema. “A ideia surgiu em 2012, na época eu trabalhava com mídia institucional e queria migrar para conteúdo, porém me questionava se não estava velho para começar um novo projeto, uma nova carreira. Vários temas estavam sendo pesquisados , e a terceira idade estava entre eles,  mas quando eu encontrei a  a Judith, uma das personagens do filme, me encantei e o pensamento que eu era velho desmoronou”, explica. 
 
O filme tem como objetivo conhecer o universo do idoso, já que no Brasil muito de fala sobre a adolescência enquanto a “envelhescência” é esquecida. “O Brasil está envelhecendo, por isso, está na hora de pensarmos na terceira idade, porém sem aqueles conceitos que nos colocam em uma cadeira de balanço. Meu desejo é que o documentário quebre os paradigmas da velhice para a sociedade, assim como os meus foram quebrados quando eu conheci os personagens do filme. Claro que ainda tem muito idoso que precisa sair do sofá e muitos preconceitos devem ser quebrados, mas fico feliz em saber que já existem hoje novos conceitos sobre a velhice, que há idosos fazendo tatuagem e exercendo a sua profissão”, diz Martinez. 
 
O lançamento do documentário está previsto para o 1º semestre deste ano. No total, foram dois anos de trabalho intenso, entre escrever o roteiro, capacitação de recursos e a gravação. 
 
Clique aqui para ver o trailer.
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *