Um olhar sobre o envelhecimento de mulheres de verdade: fotógrafa brasileira retrata idosas que vivem sozinhas em Nova York

Posted by
“Olhar para elas também é olhar para a beleza da vida, que definitivamente não termina quando você chega aos 80”, relata a idealizadora do projeto

 

Redação Plena

“Mesmo com toda a pressa e agitação da cidade de Nova York, muitas mulheres idosas conseguem manter suas vidas com graça e ritmo próprio”, diz a fotógrafa brasileira Patrícia Monteiro, de São Paulo, em seu site, sobre uma recente série fotográfica feita por ela. Intitulado de “Life Ever After”, o projeto acompanha o dia a dia de mulheres idosas — mais especificamente, na casa dos 80 e dos 90 anos — que vivem sozinhas na cidade de Nova York. 
 
“‘Life Ever After’ [Vida Para Sempre] documenta uma comunidade de mulheres que vivem sozinhas depois de terem perdido seus companheiros, parentes ou amigos. Olhar para elas também é olhar para a beleza da vida, que definitivamente não termina quando você chega aos 80”, relata a fotógrafa.
 
Patrícia se inspirou em sua própria avó, uma mulher que lutou contra os efeitos do Alzheimer e que, infelizmente, ficou inativa nos últimos anos de sua vida.
 
Numa tentativa de conseguir processar a doença, a fotógrafa visitou um centro de idosos no bairro de Chelsea, em Manhattan, onde conheceu Rita Immerman, de 88 anos, amante da arte e da cultura, que foi a primeira a ser retratada.
 
Ao contrário da avó de Patrícia, Immerman e outras viúvas e solteiras desfrutam de dias cheios de atividades e agendas lotadas com reuniões de grupos.
As fotos retratam o hoje, assim como momentos do ontem.
 
Embora algumas das fotos de Patrícia mostrem a correria dos dias e das noites dessas mulheres, outras imagens revelam momentos mais corriqueiros, como o pendurar de uma camisola ou o design interior cuidadosamente modificado que ajuda Immerman a manter sua mobilidade dentro de casa.
 
No geral, a série proporciona um olhar sem retoques sobre a realidade do envelhecimento de mulheres de carne e osso.
 
 
 
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *